O papel do Terapeuta da Fala na Comunicação Aumentativa e Alternativa

“Se perdesse todas as minhas capacidades, todas elas menos uma, escolheria ficar com a capacidade de comunicar, porque com ela depressa recuperaria todo o resto…”

Daniel Webster

 

Comunicar implica respeito, partilha e compreensão mútua, sendo por isso, um processo dinâmico, desenvolvido em contexto social, e que requer um emissor que codifica ou formula a mensagem e um recetor que a descodifica ou compreende.

A comunicação encontra-se relacionada com todas as áreas do desenvolvimento, solicitando uma complexa combinação de competências cognitivas, motoras, sensoriais e sociais.

A fala é a forma de expressão mais utilizada pelos seres humanos quando pretendem comunicar. No entanto, há muitas pessoas que, por razões diversas, estão incapacitadas de utilizar a fala de uma forma eficaz, tendo contudo, necessidades e capacidades comunicativas idênticas às pessoas falantes. Consequentemente, é necessário proporcionar-lhes tão cedo quanto possível um “sistema alternativo e aumentativo de comunicação” (SAAC). Este deverá ser um sistema integrado que engloba um conjunto de Técnicas, Ajudas, Estratégias e Capacidades que uma pessoa com dificuldades de comunicação necessita para poder comunicar.

O Terapeuta da Fala deve: “identificar e atender às necessidades e interesses dos indivíduos que beneficiam de CAA (comunicação aumentativa e alternativa) e ajudá-los a comunicar da forma que desejam; implementar uma abordagem multimodal para tornar a comunicação eficaz, ou seja, cultural e linguisticamente adequada; adequar e atualizar conhecimentos e competências para prestar um serviço de qualidade; alertar o resto da equipa para a adequação de perspetivas, conhecimentos e competências para com indivíduos utilizadores de CAA, a sua família e os seus objetivos; avaliar os progressos e resultados da intervenção com CAA utilizando os princípios baseados na evidência; facilitar a utilização do SAAC para promover e garantir a qualidade de vida dos indivíduos; ajudar os indivíduos que vão beneficiar ou já beneficiam de CAA e as suas famílias a assegurar o acesso a uma comunicação plena”.

O Serviço de Terapia da Fala da Associação de Pais e Amigos de Crianças – APAC em Barcelos, utiliza ferramentas para a sua prática terapêutica, nomeadamente, produtos e soluções tecnológicas destinadas a pessoas com necessidades especiais.