Intervenção Precoce na Infância (IPI)

logoSNIPI

A Intervenção Precoce (IPI) é uma medida de apoio integrado, centrado na criança e na família, mediante ações de natureza preventiva e habilitativa, no campo da educação, da saúde e da ação social, que intervém em famílias de crianças entre os 0 e os 6 anos, com alterações nas funções ou estruturas do corpo que limitam a participação nas atividades típicas para a respetiva idade e contexto social ou com risco grave de atraso de desenvolvimento.

Tem como objetivos:

  • *Assegurar às crianças a proteção dos seus direitos e o desenvolvimento das suas capacidades.
  • *Detetar e sinalizar todas as crianças com necessidades de intervenção precoce.
  • *Intervir junto das crianças e famílias, em função das necessidades identificadas, de modo a prevenir ou reduzir os riscos de atraso de desenvolvimento.
  • *Apoiar as famílias no acesso a serviços e recursos dos sistemas de segurança social, de saúde e de educação.
  • *Envolver a comunidade através da criação de mecanismos articulados de suporte social.

O Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI) consiste num conjunto organizado de entidades institucionais com a missão de garantir de forma integrada a Intervenção Precoce na Infância (IPI) e funciona através da atuação coordenada dos Ministérios da Saúde e Segurança Social, com envolvimento das famílias e da comunidade e foi criado ao abrigo do Decreto – Lei nº 281/2009, publicado no Diário da República a 6 de Outubro. A equipa de IPI da APAC integra, desde a criação do SNIPI, a Equipa Local de Intervenção 7 (ELI 7) em conjunto com profissionais do ACES Cavado III Barcelos/Esposende e o Agrupamento de Escolas Gonçalo Nunes.

A equipa de IPI afeta à APAC é constituída por:

  • *Psicóloga
  • *Assistente social
  • *Terapeuta da fala
  • *Terapeuta ocupacional
  • *Fisioterapeuta.

 

intervenção precoce (2) intervenção precoce (4) intervenção precoce (3)
intervenção precoce (1) intervenção precoce (8) intervenção precoce (5)